fbpx

Dúvidas? Entre em contato com nosso time!

Selecione e contrate agora a Senhor Contábil

HomeBlog Senhor ContábilDepartamento PessoalComo funciona o cálculo do 13° salário e como se programar para não errar nas contas da empresa

Como funciona o cálculo do 13° salário e como se programar para não errar nas contas da empresa

Postagens recentes

Muitas empresas cometem erros no cálculo do 13º salário, que deve ser pago anualmente a todos os trabalhadores. Esse benefício pode ser pago em duas parcelas, sendo a primeira entre o mês de Fevereiro e o último dia útil de Novembro, enquanto a segunda é geralmente paga até o dia 20 de Dezembro.

O décimo terceiro é um direito de todo o trabalhador registrado no regime CLT. Na maioria dos casos, o valor pago corresponde à soma mensal recebida. No entanto, é importante destacar que existem cálculos diferentes que devem ser realizados quando se trata do 13º salário por comissão e salário proporcional.

Portanto, é crucial compreender as particularidades de cada situação para garantir a precisão no cálculo final.

Como é feito o cálculo do 13º salário?

Os colaboradores que trabalham o ano inteiro na mesma empresa irão receber o 13º salário integralmente. Por exemplo, se eles recebem R$ 2.000,00 mensais, o décimo terá esse mesmo valor. A empresa irá realizar o pagamento em duas parcelas, conforme é usual nesta prática.

No entanto, as duas parcelas não terão o mesmo valor.

Ademais, na primeira parcela, geralmente paga no mês de Novembro pela empresa, o trabalhador irá receber a metade do salário atual sem nenhum desconto. É importante notar que o valor recebido será sempre a metade do último salário recebido e nunca da média anual.

Segunda parcela

A segunda parcela, por sua vez, é sempre paga em Dezembro, até o dia 20. No entanto, nesta parte, é descontado o INSS e o Imposto de Renda sobre o valor do salário todo. Portanto, o montante a receber será bem menor nessa etapa.

Além disso, é crucial estar ciente desses descontos ao fazer o planejamento financeiro para o recebimento do décimo terceiro salário.

Os descontos do INSS variam conforme o salário, são eles:

Salários Até R$ 1.659,38 8%
De R$ 1.659,39 a R$ 2.765,66 9%
De R$ 2.765,67 até R$ 5.531,31 11%
Acima de R$ 5.531,31 R$ 608,44

 

Enquanto que os descontos do Imposto de Renda são:

Até R$ 1.903,98 0% R$ 0
De R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65 7,5% R$ 142,8
De R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05 15% R$ 354,8
De R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68 22,5% R$ 636,13
Acima de R$ 4.664,68 27,5% R$ 869,36

 

Outra consideração importante no cálculo do 13º salário é a pensão alimentícia, caso a pessoa tenha a obrigação de pagar. Portanto, é crucial levar em conta esse desconto ao realizar o cálculo final da gratificação natalina.

Os meses correspondentes a auxílio doença são pagos pela Previdência Social, somente os meses trabalhados são abonados pela empresa.

Como calcular o décimo terceiro sobre comissões?

As empresas devem pagar de maneira proporcional o valor das comissões no 13º salário para as pessoas que trabalham com esse sistema. Geralmente, esse acréscimo é feito na segunda parcela.

Além disso, para calcular o 13º salário com base nas comissões, o trabalhador deve somar todos os valores de comissões que recebeu ao longo do ano e, em seguida, dividir pelo número de meses que trabalhou até Novembro. Em seguida, ele deve adicionar esse valor ao décimo terceiro.

É importante observar, também, que o mês de Dezembro não entra nesse cálculo, pois as comissões são pagas em Janeiro. Portanto, ao realizar o cálculo, é essencial excluir quaisquer comissões referentes a Dezembro do valor total. Além disso, esse cuidado é fundamental para assegurar a precisão do cálculo e evitar possíveis discrepâncias nos valores finais.

Comissões são obrigatórias?

Além disso, é essencial que o trabalhador saiba que as empresas são obrigadas a calcular as comissões no 13º salário. Essa medida tem o objetivo de garantir que os profissionais que dependem significativamente das comissões também recebam um décimo terceiro justo e proporcional.

Ademais, para realizar o cálculo, o trabalhador deve manter um registro detalhado de todas as comissões que recebe ao longo do ano. Isso inclui não apenas o valor das comissões, mas também a data em que as recebeu e os respectivos contratos ou transações que as originaram.

Contabilidade completa online e com custo baixo. Conheça a Senhor Contábil

Contabilidade completa Online.

Saiba como calcular a média mensal

Depois de devidamente registrar todos os valores, o próximo passo é calcular a média mensal das comissões. Para fazer isso, some todos os valores recebidos e divida pelo número total de meses trabalhados até Novembro.

Em seguida, adicione essa média ao décimo terceiro salário, garantindo que as comissões sejam devidamente consideradas na gratificação natalina. Essa abordagem minuciosa no cálculo assegura que o trabalhador receba uma remuneração justa e proporcional ao seu desempenho ao longo do ano.

Lembre-se de que, ao contrário de outras formas de remuneração, as comissões referentes a Dezembro não entram no cálculo do décimo terceiro, uma vez que são pagas em Janeiro do ano seguinte. Portanto, ao efetuar o cálculo, é essencial excluir quaisquer comissões referentes a Dezembro do valor total.

Em resumo, ao compreender e aplicar corretamente o cálculo do décimo terceiro sobre comissões, o trabalhador assegura que sua remuneração de final de ano reflita de forma justa o seu desempenho e esforço ao longo do ano. Isso proporciona uma maior segurança financeira e reconhecimento pelo trabalho realizado.

Como calcular o 13º salário proporcional aos meses trabalhados?

Nesse cálculo, consideramos as pessoas que não trabalharam o ano inteiro na mesma empresa. Dessa forma, o 13º salário será menor, proporcional aos meses trabalhados.

Para calcular a primeira parcela do 13º salário, o trabalhador precisa dividir seu salário por 12 meses e, em seguida, multiplicar pelo número de meses trabalhados até Novembro. A primeira parcela corresponderá à metade desse valor, sem descontos.

Em seguida, o cálculo da segunda parcela, a ser paga em Dezembro, é feito da seguinte forma: primeiramente, divide-se o salário de Novembro por 12. Posteriormente, multiplica-se o resultado pelos meses trabalhados até Dezembro.

No entanto, desconta-se o INSS, Imposto de Renda e a pensão alimentícia, caso a pessoa tenha que pagar. Por fim, subtrai-se o valor da primeira parcela já recebida.

Para garantir precisão no cálculo do 13º salário, é recomendável buscar a assessoria contábil especializada. Esses profissionais utilizam ferramentas modernas e inovadoras que realizam o cálculo de forma rápida e sem margens para falhas.

É fundamental que as empresas comecem a se planejar com antecedência para preparar o financeiro para o pagamento dessa obrigação. Portanto, contar com uma gestão organizada se torna essencial para evitar atrasos e problemas no fluxo de caixa.

Há mais de 08 anos realizando a gestão contábil e fiscal de empreendedores em todo o Brasil. Fale com nossos especialistas e migre agora sua empresa de MEI para ME.

CNPJ: 24.233.534/0001-26
CRC: 2SP035218

Receba nossa newsletter

Enviamos apenas e-mails interessantes e relevantes.

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.
© Copyright 2024 | Senhor Contábil – Todos os direitos reservados.

Soluções para sua empresa

Fale com um especialista

Preencha as informações que em breve entraremos em contato com você.
Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.
Você prefere que o especialista te contate por:

Obrigado por nos contatar!

Entraremos em contato em breve.